MPE-PR protocola recurso contra decisão que retirou processo envolvendo Richa da Justiça Federal

  • Por Jovem Pan
  • 09/08/2018 07h10
Ricardo Almeida/ANPrRicardo Almeida/ANPr

O Ministério Público Eleitoral do Paraná protocolou um recurso contra a decisão liminar que retirou da Justiça Federal um processo envolvendo o ex-governador Beto Richa.

A investigação apura um suposto favorecimento à Odebrecht em troca de verbas para a campanha eleitoral do tucano ao governo do Estado do Paraná em 2014.

Originalmente, o inquérito tramitava no Superior Tribunal de Justiça porque Richa ocupava o cargo de governador. No entanto, ele renunciou para disputar uma vaga no Senado nas eleições deste ano, e perdeu o foro privilegiado.

Com isso, o STJ enviou o caso para a Justiça Eleitoral, que determinou a divisão das investigações com a Justiça Federal.

A defesa do ex-governador entrou com um recurso para manter o inquérito somente na Justiça Eleitoral, pedido este que foi acatado pelo desembargador Luiz Fernando Wowk Penteado. Com a liminar desta quarta-feira, o MPE do Paraná contestou essa decisão e quer encaminhar o processo contra o ex-governador Beto Richa também para a Justiça Federal.

A defesa do tucano alega que o inquérito é de competência exclusiva da Justiça Eleitoral, uma vez que não há indícios da prática de delito comum e que justificaria o encaminhamento para a Justiça Federal.

*Informações da repórter Nanny Cox