Para receber Copa, Rússia monta forte esquema de segurança em sedes e no entorno de seleções

  • Por Jovem Pan
  • 13/06/2018 07h38
EFEDentro dos estádios foram instalados detectores de metais e aparelhos de raio-x para as revistas de bolsas e mochilas, que prometem ser rigorosas

Para sediar uma Copa do Mundo tranquila, sem incidentes, o governo de Vladimir Putin montou um forte esquema de segurança nas sedes e também no entorno das seleções.

Dentro dos estádios foram instalados detectores de metais e aparelhos de raio-x para as revistas de bolsas e mochilas, que prometem ser rigorosas.

Às vezes o cuidado é tanto que pode causar até constrangimentos: Foi assim com Noel Le Graet, presidente da Federação Francesa de Futebol, barrado do treino da seleção na cidade de Istra, conforme explicou o técnico Didier Dechamps: “as regras de segurança aqui são rígidas. Nosso presidente saiu do treino e não pode voltar, aqui não é não”.

Já para a Seleção Brasileira, assim como na Copa de 2014, a Polícia Federal vai ajudar na segurança do elenco. Três agentes foram escalados pelo Ministério da Segurança Pública para ficar o tempo todo com os jogadores e a comissão técnica. Outros dois policiais ficarão em Moscou, no Centro Internacional de Cooperação Policial montado pela Fifa, onde irão trabalhar em conjunto com os representantes dos outros 34 países.

Confira a cobertura completa da Copa 2018

*Informações do repórter Victor Moraes