Para vencer 2º turno, Doria admite busca por apoio de Skaf, mas principalmente de seus eleitores

  • Por Jovem Pan
  • 08/10/2018 09h57
Marcello Fim/Estadão ConteúdoVamos procurá-lo sim, mas principalmente o eleitor dele, disse Doria

Após a confirmação de que o segundo turno para o governo de São Paulo seria definido entre João Doria (PSDB) e Márcio França (PSB), o terceiro colocado Paulo Skaf (MDB) logo entrou em contato com o pessebista para parabenizá-lo pelo feito. A ligação é um sinal de que o emedebista pode vir a apoiar o atual governador do Estado na disputa.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, o tucano João Doria disse que “ninguém é dono do voto do eleitor”, mas que a intenção da sua coligação é buscar partidos com sentimento liberal e falar com a sociedade.

Vamos dialogar com Skaf, tenho boa relação com ele, fiz campanha muito equilibrada, foram debates duros, mas sempre o respeitei. Vamos procurá-lo sim, mas principalmente o eleitor dele. Quem votou nele não quer o PT de volta, nem o genérico, nem a imagem de Márcio Cuba. Se você confia que precisamos ter distância do PT, da esquerda, dos comunistas, avalie bem o seu voto. Sempre fui liberal no campo privado, continuo tendo agora no exercício da política. Vamos conversar também com Paulo Skaf”, avisou.

Confira a entrevista completa com João Doria, candidato ao governo de SP pelo PSDB: