Partidos tentam mudar reajuste do salário-mínimo para 2020

Legendas vão apresentar emendas tentando mudar o cálculo apresentado pelo Governo

  • Por Jovem Pan
  • 06/05/2019 07h07
PixabayO Governo propôs um salário-mínimo de R$ 1.040,00 para o ano que vem, um aumento de 4,2% em relação aos R$ 998 deste ano

Partidos de centro e de oposição querem mudar o reajuste do salário-mínimo previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2020.

O Governo propôs um salário-mínimo de R$ 1.040,00 para o ano que vem, um aumento de 4,2% em relação aos R$ 998 deste ano. A correção se dá apenas pela inflação acumulada do período, sem ganho real.

Algumas legendas vão apresentar emendas à LDO tentando mudar esse cálculo. Um deles é o Podemos, que quer um reajuste mínimo de 1% além da inflação ou do índice de crescimento do PIB de dois anos antes, caso seja maior que 1%, como indicou o líder do partido na Câmara, deputado José Nelto.

A proposta do deputado retomaria a fórmula de reajuste que já é adotada desde o Governo Lula. Já pelo texto do Planalto, a nova regra de correção valeria para os próximos três anos.

O projeto também encontra resistências no Senado. O líder do PT, senador Humberto Costa, acredita que o Congresso não vai aprovar o novo cálculo. A senadora Zenaide Maia, do PROS, também teceu críticas.

Para o líder do PSL, senador Major Olímpio, a atual conjuntura econômica impede que se tenha um aumento real do salário-mínimo.

A Comissão Mista de Orçamento, que vai analisar a LDO antes do plenário do Congresso, se reúne pela primeira vez nesta terça-feira (07). O relator, que vai elaborar o texto final do Orçamento de 2020, é o deputado Domingos Neto (PSD).

*Informações do repórter Levy Guimarães