Pelosi é eleita presidente da Câmara dos EUA e não descarta indiciamento de Trump

  • Por Jovem Pan
  • 04/01/2019 06h28
EFEAntes mesmo de ser eleita, Nancy Pelosi já havia sinalizado que não descarta o indiciamento de Donald Trump

A democrata da Califórnia Nancy Pelosi, de 78 anos, foi eleita nesta quinta-feira (03) a nova presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos.

Com a vitória, ela retoma o cargo que perdeu em 2011 depois que os republicanos assumiram o comando da Câmara. Ela recebeu 220 votos e derrotou o republicano Kevin McCarthy.

Antes mesmo de ser eleita, Nancy Pelosi já havia sinalizado que não descarta o indiciamento de Donald Trump, o que vai depender da investigação do procurador Robert Mueller. O objetivo é saber se houve conluio entre a campanha do republicano e os russos para eleger o presidente.

A nova composição do Congresso dos EUA passou a valer nesta quinta, com a posse de novos deputados e senadores eleitos em novembro.

Os democratas retomaram a maioria na Câmara e os republicanos estão ainda mais fortes no Senado. Serão 235 deputados democratas e 199 republicanos na Câmara. Já no Senado serão 53 senadores republicanos e 45 democratas.

Uma das primeiras medidas que serão votadas será o fatiamento de leis de financiamento para reabrir o governo federal, uma paralisação parcial que já dura 13 dias e deixou 25% da administração sem recursos. Claro que os serviços considerados essenciais continuam como a segurança nos aeroportos e nas fronteiras.

O problema é que Trump não vai aprovar a lei orçamentária até que os democratas repassem os recursos para a construção do muro na fronteira com o México. O presidente americano quer 5 bilhões de dólares, os democratas oferecem 1,3 bilhão de dólares.

Com a paralisação do governo, muitos parques e museus estão fechados e em alguns casos o governo estadual assumiu a situação para não deixar de receber os turistas. A situação mais delicada é em relação aos mais de 800 mil servidores públicos federais que não estão recebendo seus salários.

Agora com a democrata Nancy Pelosi como presidente da Câmara, Trump também terá que explicar detalhes sobre o imposto de renda da sua família nos últimos três anos, algo que o presidente se recusou a fazer em 2016.

*Informações do repórter Victor Moraes