Polícias do RJ e PR prendem quadrilha que vendia pela internet remédios de uso restrito

  • Por Jovem Pan
  • 09/11/2018 06h02
Arquivo Creative CommonsA quadrilha vendia abortivos, inibidores de apetite, anfetaminas, anabolizantes entre outros medicamentos de uso restrito ou tarja preta

As Polícias do Rio de Janeiro e do Paraná desbarataram nesta quinta-feira (08) uma quadrilha especializada na venda de remédios proibidos pela internet. As encomendas eram feitas na rede e as postagens dos medicamentos eram feitas em agências dos Correios em Niterói.

A quadrilha vendia abortivos, inibidores de apetite, anfetaminas, anabolizantes entre outros medicamentos de uso restrito ou tarja preta.

De acordo com as Polícias, a quadrilha atuava desde 2006. No Rio, os cabeças do esquema eram Bruna Medeiros Boechat e Paulo Jardel Cavalcante Espíndola. Eles foram detidos em Maricá.

Segundo as investigações, o casal movimentava mais de R$ 150 mil por mês com a venda dos remédios na internet.

Prisões também foram efetuadas em Foz do Iguaçu, inclusive de um PM da Reserva de São Paulo e um coordenador de segurança da Usina de Itaipu.

No Rio, também foram realizadas operações de busca e apreensão e, em um endereço em Campo Grande, na Zona Oeste, um homem, identificado como Bruno Sérgio Honorato de Paula, foi detido e, com ele, foram apreendidas mais de mil caixas de medicamentos proibidos.

Os presos responderão pelos crimes de contrabando de medicamentos e tráfico de drogas.

*Informações do repórter Rodrigo Viga