RJ tem fim de semana com caso de bala perdida e prisão de homem que matou ex-namorada na Austrália

  • Por Jovem Pan
  • 09/07/2018 06h52
PixabayA jovem foi levada para um hospital, onde foi operada, e, segundo os médicos, o estado de saúde dela inspira cuidados

É grave o estado de saúde de uma adolescente, de 14 anos, atingida por uma bala perdida em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro neste final de semana. O tiro partiu de um confronto entre policiais e traficantes.

A jovem foi levada para um hospital, onde foi operada, e, segundo os médicos, o estado de saúde dela inspira cuidados. Após o episódio, moradores da região onde a adolescente foi atingida fizeram protestos.

Também neste fim de semana, a Polícia fez uma grande operação em Nova Iguaçu e seis suspeitos foram presos.

O engenheiro Mário Marcelo Santoro, que estava com a prisão decretada, foi encontrado na casa de parentes, em Botafogo, na Zona Sul. Ele é acusado de matar a ex-namorada, Cecília Haddad, de 38 anos, em Sidney, na Austrália.

No mesmo dia em que o corpo dela foi encontrado, Mário desembarcou no Rio. Para a Polícia, ele estava fugindo do flagrante. Informações da Austrália ajudaram a polícia fluminense a confeccionar o laudo cadavérico.

Ainda neste fim de semana, a Polícia e o Corpo de Bombeiros encontraram o corpo de um bombeiro militar que estava desaparecido desde a sexta-feira. O tenente Nazir Luiz, do curso de salvamento marítimo, estava participando de um treinamento quando se afogou e foi levado pela ressaca.

E um PM, de 51 anos, teve a perna amputada após ser atropelado por um carro que furou uma blitz da Lei Seca na Gávea.

Já em Nova Iguaçu, foi a vez de um PM furar um bloqueio da Lei Seca e atropelar duas pessoas que estavam em uma moto. Uma mulher morreu.

*Informações do repórter Rodrigo Viga