Santa Casa pode demitir médicos nos próximos dias; conversas com Sindicato continuam

  • Por Jovem Pan
  • 15/02/2019 06h08
Edson Lopes Jr/A2 ComunicaçõesDe acordo com o Simesp, em uma reunião, a Santa Casa se comprometeu a não demitir integrantes do corpo clínico sem antes avançar nas discussões com o sindicato

A possibilidade de demissão de médicos da Santa Casa de São Paulo volta a preocupar funcionários e a população. Segundo o Sindicato dos Médicos de São Paulo (Simesp), na última terça-feira (12), dirigentes do Hospital apontaram a possibilidade de demissões em um futuro próximo.

De acordo com o Simesp, em uma reunião, a Santa Casa se comprometeu a não demitir integrantes do corpo clínico sem antes avançar nas discussões com o sindicato.

A Santa Casa é o maior hospital filantrópico da América Latina e acumula dívida de mais de R$ 700 milhões. A instituição tem cerca de 1,2 mil médicos, atende mensalmente 90 mil pacientes da rede pública, realiza 200 mil exames e cerca de 2,3 mil cirurgias.

Procurada pela reportagem, a Santa Casa não negou a possibilidade de demissões, dizendo que “sempre busca alternativas para sua eficiência, econômica financeira”. A nota destaca que “em nenhum momento haverá interrupção do atendimento assistencial prestado pela instituição” a 2,5 milhões de pessoas todos os anos.

*Informações do repórter Afonso Marangoni