Secretário diz que situação de estrutura de elevado piorou: ‘Existe possibilidade de ruína’

  • Por Jovem Pan
  • 16/11/2018 09h03
Uriel Punk/Estadão Conteúdo“Antes que vocês me perguntem se piorou a situação da estabilidade do viaduto, piorou. Se existe a possibilidade de ruína, existe”, disse o secretário

A situação do elevado que passa sobre a Linha 9-Esmeralda da CPTM, próximo ao Parque Villa Lobos e à Ponte do Jaguaré, na região do Alto de Pinheiros, Zona Oeste da capital paulista, e que cedeu na madrugada desta quinta-feira (15), piorou e a estrutura corre risco de ruir. A afirmação foi feita pelo secretário municipal de Serviços e Obras Vitor Aly em entrevista a jornalistas nesta sexta-feira (16).

De maneira breve, Aly afirmou que as equipes passaram a noite realizando o monitoramento e a construção de apoios para que as pessoas possam trabalhar com segurança no local. Entretanto, admitiu que há riscos e que a operação ficou mais crítica: “antes que vocês me perguntem se piorou a situação da estabilidade do viaduto, piorou. Se existe a possibilidade de ruína, existe”.

A Secretaria de Obras, inclusive, solicitou à CPTM que diminua a velocidade dos trens que passam pela Linha 9-Esmeralda de modo a diminuir a vibração da estrutura.

Vitor Aly afirmou ainda que o processo será acelerado, mas evitou dar prazos para a normalização.

O secretário de Transportes de São Paulo, João Octaviano Neto, afirmou também nesta sexta (16), em entrevista exclusiva ao Jornal da Manhã, que a Marginal Pinheiros continuará interditada na via expressa por conta do ocorrido no elevado. “Estamos com 3 ações operacionais. Uma que é jogar o trânsito para a via local. A segunda que é colocar parte do trânsito que vem desde a Faria Lima até a Gastão Vidigal. A terceira é intervenção maior que se dá na chegada das rodovias”, disse.

As intervenções podem aumentar o trânsito da cidade, mas o secretário pediu compreensão dos motoristas por conta do ocorrido, lembrando que a situação é atípica, crítica e que “demorará” para recuperar a normalidade do tráfego na Marginal Pinheiros.

O caso

Parte da estrutura da alça de acesso da Marginal Pinheiros para a Ponte do Jaguaré, na zona oeste de São Paulo, cedeu mais de um metro durante o início da  madrugada desta quinta-feira (15). A alça de acesso, no sentido Rodovia Presidente Castello Branco, que passa sobre a Linha 9-Esmeralda da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), próximo ao Parque Villa Lobos e à Ponte do Jaguaré, na região do Alto de Pinheiros, Zona Oeste da Capital, cedeu por volta das 03h30.

Motoristas que trafegavam pela via conseguiram frear a tempo e não houve feridos, mas cerca de cinco carros ficaram danificados. Equipes do Corpo de Bombeiros, do Batalhão de Trânsito, da Polícia Militar, e agentes da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) foram acionados e seguiram para o local.