Soldados paulistas serão enviados no fim do mês para ações humanitárias em Roraima

  • Por Jovem Pan
  • 15/04/2019 07h22
EFEA expectativa é que os militares cheguem a Pacaraima e Boa Vista no final de abril, com retorno previsto para o fim de julho

O Exército prepara um contingente paulista que será enviado para ajudar imigrantes venezuelanos na fronteira entre Brasil e Venezuela.

Cerca de 500 agentes do Comando Militar do Sudeste devem viajar no final do mês para Pacaraima e Boa Vista, para participar da Operação Acolhida, em ação desde março do ano passado. O trabalho tem sido realizado por meio de uma substituição periódica das tropas a cada três meses.

O comandante militar do Sudeste, general Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira, explicou que foram selecionados os representantes do Exército que vão viajar para Roraima. Ele destacou ainda que o sistema de preparação dos soldados é o mesmo usado nas operações brasileiras no Haiti.

O trabalho foi realizado no Quarto Batalhão de Infantaria Leve, em Osasco, na região metropolitana de São Paulo, com o apoio de agências, como o Alto Comissariado das Nações Unidas e a Organização Internacional de Migração.

Para a coordenadora de projetos da OIM, Yssyssay Rodrigues, a troca de experiências é fundamental para o trabalho humanitário. Ela afirmou ainda que a visão geral de todas as atividades já realizadas em Roraima foi passada aos membros do Exército que vão viajar.

A expectativa é que os militares cheguem a Pacaraima e Boa Vista no final de abril, com retorno previsto para o fim de julho.

*Informações do repórter Matheus Meirelles