Trump recua em política contra imigrantes após fortes críticas

  • Por Jovem Pan
  • 21/06/2018 07h24
EFEPara Trump, a ordem é sobre manter as famílias unidas ao mesmo tempo que a fronteira continua muito forte

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, cedeu às pressões e assinou uma ordem para evitar a separação de pais e filhos imigrantes na fronteira. Com a determinação, as famílias que entrarem ilegalmente nos Estados Unidos serão detidas juntas.

Para Trump, a ordem é sobre manter as famílias unidas ao mesmo tempo que a fronteira continua muito forte. Crianças imigrantes têm sido separadas dos pais ao atravessarem a fronteira por causa da política de tolerância zero do governo Trump.

O presidente norte-americano desistiu de separar as crianças dos pais depois de sofrer intensa pressão. Fotos de crianças em locais que pareciam prisões e áudios de dentro dos abrigos foram divulgados na internet, e aumentaram o debate sobre a política que vem sendo aplicada desde abril.

De acordo com o consulado do Brasil em Houston, as condições dos abrigos visitados no local são boas. Mais cedo, na quarta-feira, o órgão havia informado que oito crianças brasileiras estavam nesses locais. Mas, uma nova lista mostra que o número, na verdade, é superior: mais de 40 estão separadas dos pais.

Em nota, o Itamaraty informou que o Governo brasileiro acompanha com muita preocupação o aumento de casos de menores que se encontram sob custódia em abrigos nos Estados Unidos. Para o Ministério das Relações Exteriores, a atitude configura uma prática cruel e em clara dissonância com instrumentos internacionais de proteção aos direitos da criança.

*Informações da repórter Marcella Lourenzetto