25 anos sem Ayrton Senna: Evento celebra memória e legado do piloto

  • Por Jovem Pan
  • 23/04/2019 12h15
Johnny Drum/Jovem PanBianca Senna, sobrinha de Ayrton, foi a convidada do Morning Show desta terça (23)

No próximo 1º de maio a morte de Ayrton Senna completa 25 anos. Até hoje considerado ícone da Fórmula 1, a data será celebrada pelo Instituto Ayrton Senna com o Senna Day Festival, evento dedicado ao legado do piloto.

“O que mais me empolga é ver o quanto as pessoas ficam felizes e emocionadas quando falamos sobre o Ayrton, quando fazemos homenagens a ele como Senna Day. O que gosto mais é ver a reação das pessoas, o quanto elas sentem saudades dele”, disse Bianca Senna em entrevista ao Morning Show desta terça (23).

Bianca é sobrinha de Ayrton Senna e conviveu bastante com o tio até 1994, ano em que o piloto morreu durante uma corrida na Itália. Na época, Bianca tinha 14 anos.

“O Ayrton em família era bem diferente dele nas pistas, a gente costuma ser diferente no trabalho e na vida pessoal, mas o ambiente da Fórmula 1 é muito hostil, com muita pressão, então ele acabava tendo que colocar uma casca que mostrava um outro Ayrton. Dentro de casa, ele era brincalhão, super carinhoso e muito família”, disse.

Questionada sobre a figura de Ayrton Senna como herói nacional, Bianca afirmou que, para ela, ele sempre foi o seu tio. “A primeira vez que tive contato e vi como as pessoas gostavam dele foi no enterro. Aquilo me chocou um pouco porque para mim ele era meu tio. Demorou para cair a ficha [da importância dele]. Faz 25 anos que ele não está aqui e as pessoas têm carinho e esse amor por ele até hoje”.

Sobre o evento no 1º de maio, Bianca Senna disse que a ideia é reviver as emoções causadas quando todo os brasileiros assistiam às corridas de Ayrton.

“Nossa ideia foi tentar reviver o que vivíamos nos domingos de manhã, aquele momento família, der antecipação, emoção e felicidade. É um evento para a família toda.”