Americano do canal “Amigo Gringo” revela método infalível para identificar brasileiros nos EUA

  • Por Jovem Pan
  • 20/03/2018 11h29
Johnny Drum/Jovem PanNovaiorquino comanda canal de turismo no YouTube que soma milhões de visualizações

Seth Kugel é especialista em viagens. Colunista do jornal The New York Times e responsável pelo canal Amigo Gringo no YouTube, o jornalista ganhou milhares de seguidores por conta das bem-humoradas comparações que costuma fazer entre o Brasil e os Estados Unidos e entre o comportamento de brasileiros e estado-unidenses. Em entrevista ao Morning Show nesta terça-feira (20), o convidado falou mais sobre essas distinções e disse que elas são bem fáceis de serem identificadas. Quer saber como?

Segundo ele, tudo começa pela maneira de se vestir. Se você vir alguém usando chinelos ou tênis esportivo nas ruas de Nova York, não precisa nem pensar duas vezes: com certeza é brasileiro. Outra atitude que chama atenção deles é um hábito de higiene bastante comum entre nós. Isso sem falar na “adoração” por um animalzinho peculiar.

“O brasileiro usa tênis de academia em Nova York. Isso é um pouco absurdo para nós, somos mais formais, usamos mais o que vocês chamam de sapatênis. Vocês também são obcecados por higiene bucal! É muito engraçado. Você vai ao banheiro em um escritório depois do almoço por aqui e tem fila para usar a pia. A gente só coloca um chiclete. Também tem a questão dos esquilos. As pessoas chegam nos EUA e acham que eles são bonitinhos. A gente convive com eles todo dia. É tipo capivara. Tem milhões! Mas turista fica louco tirando fotos. Nós os achamos nojentos. Temos tendência de falar que são ratos com rabos (risos)”, disse.

Seth, morador do bairro de Queens, veio ao Brasil para fazer um tour pela região nordeste, onde gravou uma série de vídeos para seu canal. A ideia, de acordo com ele, será mostrar as cidades brasileiras ao mundo com um olhar estrangeiro. Para isso, caminhou pelos pontos turísticos, esteve em lugares menos conhecidos, ouviu as músicas e provou a culinária local. Incluindo acarajé e sarapatel – que ele, por sinal, adorou.

Enquanto falava sobre a viagem, o jornalista foi questionado pela bancada sobre as diferenças entre os paulistas (mais especificamente os paulistanos) e os cidadãos de outras regiões do país. Será que o povo de São Paulo é mesmo “metido a europeu”, como muitos dizem ser?

“Não. Metido a europeu é quem mora em Buenos Aires”, brincou o convidado. “Acho curioso que as pessoas do Sul, por exemplo, falam que não são ‘tão brasileiras’. Mas são! Varia um pouco, mas são. Para nós que somos de fora, todo mundo parece brasileiro. Assim como vocês vem aos EUA e acham que é todo mundo igual. Sei em um instante quem é da Califórnia e quem é de Nova York só de olhar. Só vê as diferenças quem é de dentro”, explicou.

Por fim, Seth deu as dicas finais para ninguém se tornar um “puta babaca” – uma de suas expressões favoritas em português – enquanto viaja. “Todo mundo é babaca quando viaja. O brasileiro não é mais babaca que o americano. O americano chega em Paris e fala alto, não se veste bem. Os parisienses ficam tirando sarro de nós, assim como tiramos de vocês. Resumindo, se quiser ficar ‘neutro’, é só observar o que as pessoas fazem e tentar imitar um pouco. Também pode comprar aqueles guias antigos e ler a seção de ‘cultura’. Não tem segredo”.

Vídeos inéditos são lançados no canal Amigo Gringo às terças e sextas-feiras. Eles podem ser assistidos nesse link