Bruna Caram diz que relação de incesto em “Dois Irmãos” será sutil: “apenas desejo”

  • Por Jovem Pan
  • 11/01/2017 11h15
Johnny Drum/Jovem Pan

A cantora Bruna Caram está fazendo a sua estreia como atriz na minissérie global “Dois Irmãos”, que estreou na programação do canal nesta semana. Convidada do Morning Show desta quarta-feira (11), a artista comentou sobre a personagem Rânia, que protagonizará um amor incesto pelos irmãos, interpretados por Cauã Reymond. Segundo Caram, os telespectadores não verão cenas de beijo e relação carnal entre os irmãos, mas apenas um desejo sutil entre eles.

Com uma personalidade retraída e calada, Rânia acaba crescendo trancada em casa e sente desejos sexuais pelos irmãos, únicos homens com quem tem algum tipo de contato.

“Ela é uma menina misteriosa, quieta e calada. Ela é uma mulher parecida com a mãe. Ela se apaixona aos 15 anos por um cara fora do padrão. A sua mãe acaba com essa relação, o que a deixa ainda mais acuada. Ao mesmo tempo que é quieta, é uma menina que verá a decadência da mãe e tomará a frente da família”, explicou. “A Rânia só vê os irmãos. Ela já não sai de casa, quem você acha que ela vai desejar? Algum dos dois irmãos. Mas essa relação incestuosa fica apenas no desejo mesmo”, completou.

A notícia sobre o incesto no projeto já havia sido divulgado há alguns meses atrás e Caram acompanhou nas redes sociais a repercussão sobre o assunto. Ela explicou que a família de Rânia é amoral, com uma mãe que claramente coloca dois de seus filhos de lado para se dedicar a apenas um.

“Eu já acompanhei no Twitter um certo susto sobre essa relação incestuosa. O Luiz pegou bem sutilmente. Essa família é amoral. A mãe fala claramente que gostaria de um filho. Que mãe deixaria dois filhos excluídos em nome de um?”, questionou.

Quando recebeu o convite para fazer a sua estreia na televisão, logo num projeto de Luiz Fernando de Carvalho, a cantora revelou que ficou em choque e quando se deu conta de que tudo era verdade, começou a chorar. Com os meses de preparação, ela pôde perceber que não precisava ficar intimidada na presença de grandes nomes da TV brasileira.

“Foi muito especial, quando pesquisei sobre quem era o Luiz Fernando de Carvalho, eu chorei. Falaram que a gente teria 3 meses de preparação, com aulas de dança, árabe, culinária. Esse é um diferencial do Luiz, ele é muito sério. Você vê que ele tem a cena na cabeça e você quer fazer como ele imaginou. Na preparação que entendi quem era Rânia e que eu poderia interagir com os atores, por mais grandiosos que eles fossem”, disse.