‘Deletei porque estava pior que faculdade de Humanas’, diz deputada do PSL sobre posts de maconha

  • Por Jovem Pan
  • 09/04/2019 11h01
Johnny Drum/Jovem PanDeputada Ana Caroline Campagnolo falou com exclusividade à Jovem Pan

Em mensagem enviada ao programa Morning Show, a deputada estadual Ana Caroline Campagnolo (PSL-SC) falou sobre a polêmica envolvendo publicações antigas em suas redes sociais nas quais citava maconha e outras substâncias químicas.

A maioria dos posts é de 2012 e, após a repercussão, a deputada deletou sua conta no Twitter nesta segunda-feira (8).

“Sim, realmente são meus tweets de quando eu tinha 21 anos. Alguns são reposts automáticos do Tumblr, mas outros são coisas que escrevi mesmo. Na época, eu cursava Enfermagem e no nosso curso fazíamos muita piada com tóxicos em geral, fluoxetina e cannabis também. Os tweets são verdadeiros e até bem engraçados”, disse Ana Caroline.

Para a deputada, a repercussão negativa do caso é um ataque político. “Estamos na mira dos esquerdistas e maconheiro é meio lesado, deve ter certa dificuldade pra entender as coisas. Tive que tirar o Twitter do ar porque estava pior que corredor de faculdade de Humanas de tanto maconheiro comentando”.

Segundo Ana Caroline, as publicações foram em tom irônico. “Para qualquer um que me conhece fica evidente que é ironia, deboche. Quem me conhece sabe que sou filha de policial militar, sou evangélica batizada aos 13 anos. Nessa época [dos posts] eu já era professora de crianças e adolescentes na Assembleia de Deus, então é lógico que essas publicações são zueira“.

A deputada estadual também explicou sobre as fotos com narguilé, uma delas postada por ela mesmo no Instagram.”Meu ex-marido gostava de tabaco, charuto e cachimbo, mas eu não gostava de nada disso. Então compramos um narguilé para ver se eu gostava, as fotos são dessa época”, esclareceu Ana Caroline, ressaltando que não usou maconha no objeto.