Destaque na comédia "Os Farofeiros", Aline Riscado pontua “desvantagens em ser bonita”

  • Por Jovem Pan
  • 27/02/2018 11h38
Letiares Vieira/Jovem Pan<p>Maurício Manfrini, Aline Riscado e Felipe Roque na bancada do programa</p>

Desde a época em que trabalhava como bailarina no  Domingão do Faustão, Aline Riscado sempre se destacou não só pelo carisma e pela desenvoltura na dança, mas também pela beleza. Não é à toa que rapidamente entrou também para o mundo da publicidade. Agora, momento em que se prepara para estrear no cinema, ela diz ter percebido, no entanto, que sua aparência a prejudica em algumas situações. Na hora de buscar empregos como atriz, por exemplo.

“O meu sonho é que alguém me chame para um papel em que preciso cortar o cabelo ‘Joãozinho’ ou ficar careca. Para mim não tem problema. Se entrei nessa de viver outras vidas, quero fazer de tudo. Toparia engordar também, claro. Não sei se consigo, tenho dificuldade para ganhar peso, mas tentaria. Me jogo mesmo. Nosso estereótipo rotula muitas vezes, e rotular nunca é legal”, disse em entrevista ao Morning Show nesta terça-feira (27).

Ela esteve na bancada para divulgar Os Farofeiros, comédia prevista para estrear no próximo dia 8 de março. Dirigida por Roberto Santucci (responsável por sucessos como Até Que a Sorte Nos Separe, De Pernas Para o Ar, Suburbano Sortudo e Fala Sério Mãe), ela conta ainda com Cacau Protásio, Danielle Winits, Antonio Fragoso, Nilton Bicudo, Charles Paraventi, Maurício Manfrini e Felipe Roque no elenco.

Como o nome sugere, o longa-metragem narra as peripécias de um grupo de colegas de trabalho que decidem viajar juntos para a praia. O que eles não sabem é que a casa alugada pelo malandro Lima (personagem de Maurício) é uma grande roubada.

“Já passei por muitas roubadas. Especialmente na época de excursão. Aquela coisa de carregar isopor com refrigerante, aí com o balanço do ônibus o isopor racha e derrama água e farofa para todo lado. Isso só na ida por que a volta é pior. Você está cansado, queimado, sujo de areia. Por isso me identifiquei com filme. Creio que a Aline e o Felipe, que tem cara de farofeiros, também (risos)”, brincou Manfrini, conhecido na TV pelo papel de Paulinho Gogó em A Praça É Nossa.

E é claro que o namoro entre os jovens não escaparia das perguntas. Questionados sobre a presença ou não de ciúmes entre eles, Aline e Felipe não titubearam nas respostas.

“Somos seres humanos e temos sentimentos humanos. Ciúmes faz parte, mas claro que não é normal namorando ‘a Aline Riscado’, tenho que ter flexibilidade. Eu me controlo. Entendo que muita coisa faz parte da profissão dela”, opinou o rapaz. “Eu sou e não me controlo, não”, retrucou ela, arrancando gargalhadas de todos. “Hoje em dia o assédio feminino está muito maior. As mulheres são muito abusadas. A gente tenta fazer pose e tal, mas o sangue ferve e me dá uma vontade de agarrar no cabelo! Sei que ele é fiel, confio, mas o que me dá raiva é a pessoa achar que pode me faltar com respeito, passar por cima de mim. Sou muito brava! Tadinho, ele sofre comigo”, concluiu, bem-humorada.