Márcio Atalla dá dicas simples para quem não tem tempo sair do sedentarismo

  • Por Jovem Pan
  • 19/11/2014 11h11
Amanda Garcia/Jovem Pan<p>Marcio Atalla falou sobre a sua carreira </p>

Márcio Atalla, envolvido na reformulação da próxima edição do Medida Certa do Fantástico para 2015, esteve no Morning Show para falar sobre as atividades físicas e a vida saudável. “O nosso corpo é 100% preparado para funcionar com movimentos, se a gente não fizer o mínimo de movimento, ele não funciona bem”, afirma o professor de educação física.

Segundo ele, os brasileitos têm andado cada vez menos. Na década de 1980, uma pessoa comum andava cerca de 10 mil passos por dia, que é considerado uma boa quantidade, enquanto hoje anda apenas 2 mil. Isso acontece, segundo Atalla, porque o humano é um ser poupador, que evoluiu até chegar aqui poupando energia. “Você está esperando acordar com uma vontade louca de fazer atividade física? Não vai rolar”, diz ele.

Para que a ida à academia se torne menos sofrida, é necessário persistir bravamente nas primeiras semanas. “Neurologicamente, para uma coisa virar um hábito, precisa repetir 65 vezes em um período de mais ou menos 90 dias. Por isso o Medida Certa dura três meses”, explica.

Uma dica que ele dá para quem tenta inserir a atividade física em um dia cheio de compromissos é fazer um plano que seja compatível com o seu estilo de vida. “Muita gente pensa que tem que ser uma hora de exercício, mas se você não consegue, pode ser quinze minutos em dias de semana e no final de semana você faz uma coisa mais elaborada, como ir para a ciclofaixa”, orienta.

Para ele, o segredo para transformar uma atividade física em uma coisa bacana é seguir três passos: Fazer uma programação; buscar um objetivo que não seja impossível; e envolver alguém no projeto. Segundo ele, muitas pessoas querem começar a atividade com o cross fit, para perder peso rápido, mas depois de um tempo acabam desistindo, por isso é importante começar aos poucos. Já conseguir a companhia de alguém como um parente ou amigo ajuda bastante porque uma pessoa apoia a outra e há uma certa cumplicidade.

Sobre o Medida Certa, ele conta que foi muito fácil trabalhar com o Ronaldo em 2012. “Trabalhar com um atleta é muito mais fácil. Ronaldo perdeu 18 kg. Agora na época da Copa e das eleições ele ficou muito envolvido e perdeu o foco nos exercícios. Mas agora ele está na Inglaterra treinando forte. Ele volta rápido”, garante.

Já para trabalhar com Preta Gil foi mais complicado, porque ela não estava acostumada a fazer nenhum exercício. “Ela gosta de pilates, de show, então falei: ‘vamos usar o ensaio como atividade física'”, relembra.Marcio Atalla fala sobre pulseiras que monitoram atividade física

A principal mensagem que o professor de educação física tenta passar é que é possível incluir o mínimo de movimentação necessária em uma rotina corrida, e assim ser uma pessoa ativa. É possível fazer isso subindos as escadas ao invés de pegar o elevador ou levantar da cadeira a cada uma hora e passar seis minutos andando. “Passar alguns minutos caminhando a cada hora sentado consegue reduzir o sedentarismo em 66%”, diz ele. Segundo ele, pessoas acima do peso que conseguem manter uma atividade física têm 50% menos chance de morrer na década seguinte do que um magro sedentário.