Professora da rede pública falta ao trabalho por 23 anos sem ser notada

  • Por Jovem Pan
  • 12/08/2014 09h00
Folhapress

Autoridades da Índia descobriram que uma professora da rede pública faltou ao trabalho durante 23 dos seus 24 anos de carreira. Contratada para dar aulas de biologia, Sangeeta Kashyap ingressou na profissão em 1990. Ela passou o primeiro ano de trabalho em uma escola da cidade de Dewas. Então, tirou três anos de licença. Em 1994, foi transferida para uma escola na cidade de Indore, e logo entrou com pedido de licença maternidade para nunca mais voltar a trabalhar. 

As autoridades do setor de educação do Estado afirmaram que não sabem quando foi a última vez que Sangeeta recebeu um salário, mas é fato que seu nome ainda consta na lista de funcionários ativos. Parece que agora será demitida, fixando inclusive um novo recorde de faltas ao trabalho na Índia.

Segundo correspondentes que trabalham na região, o hábito de professores faltarem é um problema comum em escolas públicas da Índia. Em 2004, um estudo do Banco Mundial demonstrou que 25% dos professores da Índia faltavam ao trabalho e detectou apenas metade dos professores presentes em visitas surpresa a escolas pública primárias.