‘Merecia um cargo de ministro, ele me colocou aqui’, diz Bolsonaro sobre filho Carlos

  • Por Jovem Pan
  • 08/04/2019 18h54
Dida Sampaio/Estadão ConteúdoApós vencer as eleições e assumir a Presidência, Bolsonaro tem protagonizado polêmicas nas redes sociais, sobretudo em seu perfil do Twitter

Em entrevista à Jovem Pan nesta segunda-feira (8), Jair Bolsonaro declarou que poderia nomear o filho e vereador pelo PSL no Rio de Janeiro, Carlos, como ministro de seu governo pela gerência de suas contas nas redes sociais desde a campanha eleitoral. E emendou: “Foi ele me colocou aqui”.

“As redes sociais não me tomam mais do que 30 minutos do meu dia. Quem me ajuda nessa coordenação é o Carlos Bolsonaro. Até por isso as pessoas querem afastá-lo de mim”, disse. “Falam que ele me atrapalha. Atrapalha em quê? No meu entender eu acho até que ele deveria ter um cargo de ministro, foi ele que me (sic) botou aqui”, completou, em entrevista concedida ao comentarista Augusto Nunes no Palácio do Planalto.

Bolsonaro, no entanto, negou que o filho esteja buscando a posição no primeiro escalão do Planalto. “Ele não está pleiteando um cargo, eu até poderia colocá-lo, mas ele não está pleiteando isso daí.”

Confira a íntegra da entrevista em vídeo AQUI.

Questionado sobre eventual arrependimento em relação a alguma postagem que provocou polêmica nas redes sociais, sobretudo em seu perfil do Twitter, ele minimizou: “[Erro] Acontece. Mas está feito, está feito”.

Durante o Carnaval, Bolsonaro publicou imagens mostrando um homem urinando em outro no meio de um bloco de rua, em São Paulo.

A publicação rendeu duras críticas ao presidente, sobretudo do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), que chegou a pedir que Bolsonaro deixasse “o Twitter de lado” e assumisse a articulação política pela reforma da Previdência, que tramita no Congresso.