Danilo Gentili: ‘É praticamente impossível que eu seja preso’

  • Por Jovem Pan
  • 12/04/2019 13h21
Jovem PanDanilo Gentili foi o convidado do Pânico nesta sexta-feira (12)

O humorista Danilo Gentili afirmou que não acredita que será preso, apesar de ter sido condenado nesta quarta-feira (10) a seis meses de detenção por injúria contra a deputada Maria do Rosário (PT). “É praticamente impossível que eu seja preso”, disse em entrevista ao Pânico nesta sexta-feira (12).

O apresentador do “The Noite”, no entanto, lembrou que também não acreditava que seria condenado à prisão. “Se me perguntasse uma semana atrás se eu seria condenado à prisão, eu diria que é impossível”, confessou. Ele pode recorrer da decisão em liberdade.

Gentili ainda ressaltou que a sua condenação é uma mostra de como a classe política age. “Tudo que tem acontecido nos últimos anos está culminando aqui e não sei onde vai parar”, disse. “É resultado de um Estado achando que o cidadão não pode confrontá-lo.”

O comediante revelou que ficou surpreso com a condenação. Ele disse que ficou sabendo da decisão pelo Twitter da Jovem Pan no intervalo de uma gravação do “The Noite”. “Teve um intervalo da gravação do programa, a produtora me mostrou o Twitter da Jovem Pan e falou ‘você vai ser preso’. Eu achei da hora”, contou.

Apoio

Desde que a condenação foi divulgada, nesta quarta, Danilo Gentili recebeu apoio de comediantes e celebridades, inclusive alguns que não concordam com suas piadas. Um deles foi Fabio Porchat, com quem Gentili trocou farpas no Twitter. “O Porchat parecia a Chiquinha defendendo o Nhonho. O post dele batia para defender”, disse o apresentador do SBT, ressaltando que é amigo do humorista do Porta dos Fundos.

Quem também saiu em defesa de Gentili foi Gregório Duvivier. O apresentador da HBO afirmou que está sofrendo um processo semelhante ao do humorista movido pelo Ministério Público por causa de piadas com o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça, Sérgio Moro.

“Eu prestei solidariedade ao Gregório”, contou Danilo. “O Gregório só falou, falar não pode ser crime. Entre um político e um comediante, sempre vou estar do lado do comediante”, continuou o comediante. Ele, no entanto, reclamou de não ter tido apoio dos colegas em outras ocasiões. “Faz falta apoio público. O apoio dele pra mim fez muita falta em muitas causas.”

“Meu opressor é a esquerda”

Danilo Gentili afirmou que só os políticos de esquerda o processam por piadas. Nesta semana, ele perdeu um processo e terá de indenizar o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL). “Até hoje, só a esquerda veio me censurar forte”, disse.

Essa patrulha, no entanto, não faz com que Danilo pare de fazer suas piadas – pelo contrário. “Eu vou zoar o opressor, e o meu opressor é a esquerda”, afirmou. “Eles foram os que mais me atacaram.”

O apresentador disse que seu intuito no começo da carreira era só fazer piadas, mas teve de tomar uma posição após ser perseguido. “Saí da minha casa para fazer comédia, não militância, mas a militância me colocava na parede”, disse. “Por que perguntam qual é o limite do humor? Se eu responder, vocês vão colocar um radar nos comedy clubs para ver se passou do limite ou não?”, questionou. “O politicamente correto nada mais é que um controle político em que uma cadeia política vai definir o que é correto ou incorreto.”