‘Esse governo com certeza é bipolar’, diz Renata Barreto

  • Por Jovem Pan
  • 16/04/2019 14h19
Jovem PanA economista Renata Barreto foi a convidada do Pânico nesta terça-feira (16)

A economista Renata Barreto participou do Pânico desta terça-feira (16) e comentou o cenário político do Brasil. Para ela, o presidente Jair Bolsonaro não é liberal. “Esse governo com certeza é bipolar”, afirmou, dizendo que o governo não é liberal nem conservador.

Barreto explicou que a formação de Bolsonaro já mostra que ele não é um liberal na economia. “O Bolsonaro veio do meio militar, que é interventor por natureza”, disse. Ela, no entanto, elogiou a decisão do presidente de chamar Paulo Guedes para comandar a economia. “Ele teve uma certa humildade de falar que não entende de economia e trazer o Paulo Guedes”, reconheceu. “Espero que, nessa batalha, vença o Paulo Guedes.”

Defensora do liberalismo econômico, Renata Barreto acredita que o governo deveria privatizar todas as empresas estatais. “Eu acho que o governo não tem que ser dono de absolutamente nada, tem que, no máximo, fiscalizar”, explicou. Ela acha que esta é uma solução para que as empresas sejam mais sadias. “O problema [das estatais] não é só corrupção, é a má gestão”, ressaltou.

Meritocracia

Renata também defendeu a meritocracia e afirmou que muita gente entende esse conceito de forma errada. “Meritocracia, para mim, é o que você faz com as oportunidades que você teve”, disse. “Conheço pessoas que não tiveram nenhuma escolaridade e são mais bem sucedidas que eu”, contou a especialista.

A economista ainda criticou coletivos que tentam fazer com que minorias tenham, na visão dela, privilégios. “Em vez de trazer uma igualdade que acaba com preconceito, substitui um preconceito pelo outro”, explicou. Ela usou o movimento feminista e mulheres como as deputadas Joice Hasselmann e Janaina Paschoal, ambas do PSL, como exemplo. “Mulheres bem sucedidas não são comemoradas pelo movimento feminista porque não fazem parte daquele braço político”, disse.