‘A Fazenda’ é educativo? Chico Barney explica: ‘observamos a condição humana’

  • Por Jovem Pan
  • 17/09/2018 14h40
Johnny Drum/ Jovem Pan

Chico Barney não perde um reality show e com “A Fazenda” não é diferente. O colunista do UOL esteve no Pânico na Rádio nesta segunda-feira (17) e fez declaração no mínimo inusitada: para ele, o programa da Record é educativo.

Ele explica: “dá para aprender muita coisa ao observar a condição humana. Conseguimos ver as nossas contrariedades”. “A Andressa Urach, que era uma mulher cheia de si, a partir do momento que viu a Bárbara Evans transando com o namorado começou a xingar de coisas que ela mesma provavelmente foi vítima, então vemos o quanto somos equivocados”, opinou.

Na edição de 2018, Marcos Mion assume o comando da atração, o que é mais do que positivo para Barney. “É a primeira vez que a fazenda tem realmente um apresentador”, disparou.

E na lista dos participantes, a qual Barney teve acesso, ele destaca seu favorito: Sérgio Hondjakoff, o eterno Cabeção de “Malhação”. Léo Stronda, a ex-BBB Ana Paula Renault, Evandro Mesquita e Mendigata também estão confirmados.

“Piada pode ofender”

Na bancada do Pânico, Chico Barney ainda opinou sobre o humor nacional e como os humoristas precisam entender que as piadas podem ofender.

“A partir do momento em que a pessoa é pública, suas falas serão discutidas. O humorista se coloca em posição de vítima da opinião do público quando na verdade ele que está com microfone. Piadas podem ofender e quem se ofende deve discutir. O humorista fica como coitadinho, mas se ele pode fazer piada, aguenta o tranco. O humorista é café com leite em uma sociedade? Isso é uma postura covarde. Você pode brincar com todo mundo e ninguém pode te responder?”, questionou.