Ingrid Guimarães revela tretas com Heloísa Périssé: ‘Sempre resolvíamos entre nós’

  • Por Jovem Pan
  • 22/04/2019 14h13
Jovem PanIngrid Guimarães foi a convidada do Pânico nesta segunda-feira (22)

Em uma época em que as pessoas, principalmente as celebridades, estão cada vez mais expostas, Ingrid Guimarães prefere ser mais reservada. Em entrevista ao Pânico nesta segunda-feira (22), a atriz contou que não gosta de ficar comentando coisas ruins e revelou que já teve muitas brigas com sua parceira de longa data Heloísa Périssé, mas que os conflitos nunca foram assunto na imprensa. “Eu e a Heloísa tivemos quase 15 anos de dupla e várias brigas, mas a gente sempre resolvia entre nós. A gente entrava numa sala brigada e saia armando de ir no cinema”, disse.

Juntas, Ingrid Guimarães e Heloísa Périssé estrelaram a série “Sob Nova Direção”, que ficou no ar na Globo entre 2004 e 2007. Este foi o primeiro papel de destaque de Ingrid na TV, que de lá para cá só cresceu na carreira. Agora, 15 anos depois da estreia do programa, ela protagoniza “De Pernas Pro Ar 3”, filme que encerra a trilogia iniciada em 2010.

“Esse filme é sobre uma mulher igual às outras”, explicou Ingrid, que afirmou se identificar muito com a protagonista, uma empresária dona de uma rede de sex shops que sai em turnê pelo mundo e percebe que não tem mais tempo para a família. A atriz também destacou a importância do longa em abrir portas para humoristas no cinema. “Quando estrelei ‘De Pernas Pro Ar’ há 10 anos, eu era uma das únicas mulheres comediantes que estrelava filmes”, contou.

De certa maneira, Ingrid Guimarães foi pioneira no humor ao ser uma das primeiras comediantes a ter um filme próprio e se tornou uma das grandes estrelas do gênero no Brasil. Ela tem uma visão bem simples sobre os limites do humor. “O limite do humor é o bom senso”, disse, confessando que não gosta de brigar com ninguém. “Eu prefiro ser isentona.”

Apesar de não se posicionar, a atriz defendeu a Lei Rouanet e afirmou que há muito desinformação em torno do funcionamento do incentivo. “Ao mesmo tempo que teve falhas, a Lei Rouanet teve muitas coisas incríveis”, disse. “Essa coisa de ‘mamar na teta’ não existe, você tem que prestar conta de tudo”, explicou a humorista.