Joice Hasselmann critica Jean Wyllys: ‘Recebe um e-mailzinho e sai correndo do Brasil?’

  • Por Jovem Pan
  • 11/02/2019 14h35
Jovem PanJoice Hasselmann foi a convidada do Pânico nesta segunda-feira (11)

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL) atacou a decisão do deputado eleito Jean Wyllys (Psol) de abrir mão do mandato e não voltar ao Brasil. O parlamentar relatou ter sofrido ameaças de morte, o que o fez desistir de mais quatro anos na Câmara dos Deputados. “O Jean Wyllys recebe um e-mailzinho e sai correndo do Brasil?”, questionou a jornalista em entrevista ao Pânico nesta segunda-feira (11).

Segundo Joice, ela e a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL) também receberam ameaças do mesmo grupo que intimidou Wyllys. Para a deputada federal, o exílio dele é um plano. “É um plano, ele se aproveitou disso para sair como o esquerdinha ameaçado no governo Bolsonaro”, cravou. “Jean Wyllys vai querer trabalhar para ser o nome da esquerda para presidente daqui a quatro anos”, antecipou.

Ela ainda levantou suspeitas sobre uma possível venda de mandato do ex-deputado para seu suplente, David Miranda (Psol). “Eu quero saber se o Jean Wyllys vendeu o mandato, se recebeu dinheiro do suplente”, questionou. “Quero saber qual é a materialidade das ameças além de um e-mail, além de um papel”, continuou Joice. “O Jean Wyllys é uma farsa.”

Queiroz, Flavio Bolsonaro e Lula

A deputada ainda falou sobre o caso envolvendo Flavio Bolsonaro (PSL) e seu ex-assessor, Fabricio Queiroz. “Se o Queiroz aparecer na minha frente, eu dou uns tabefes na cara dele”, disse Joice Hasselmann.

Ela defende que o senador seja investigado e, caso tenha cometido algum crime, punido. “Eu defendo que essa investigação seja o mais célere possível. Eu sugeri que ele mesmo quebre seu sigilo”, afirmou. “Se há ilegalidade, tem que pagar. Não tenho compromisso com o erro de ninguém”, continuou.

A jornalista também lembrou do ex-presidente Lula e disse que ele era asqueroso. “O Lula era asqueroso. Ele tinha um personagem para conquistar multidões”, comentou. “Ele nunca foi do povo, ele tinha nojo do povo. O Lula sempre foi uma fraude, o Jair é autêntico”, atacou Joice.