Mamãefalei, Guga Noblat e Rubens Nunes criticam a prisão de Temer

  • Por Jovem Pan
  • 22/03/2019 14h08
Jovem PanAndré Marinho, Arthur do Val, Guga Noblat e Rubens Nunes foram os convidados do Pânico nesta sexta-feira (22)

Pânico desta sexta-feira (22) recebeu o deputado  Arthur do Val (dono do canal Mamãefalei no YouTube), o jornalista Guga Noblat e o fundador do Movimento Brasil Livre (MBL) Rubens Nunes para discutir a prisão do ex-presidente Michel Temer. Para a bancada, o movimento foi um erro do juiz Marcelo Bretas.

“A decisão de prender o Temer agora enfraquece a Lava Jato”, definiu Mamaefalei. Ele afirmou que Bretas não fez a mesma estratégia que o ministro da Justiça, Sérgio Moro, fez para prender o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “O Moro é o Pelé, o Bretas é um cara que começou agora e chutou pro gol antes da hora”, afirmou. “Duvido que o Moro ache que o Bretas acertou.”

Apesar da comparação ser inevitável, Guga Noblat ressaltou que as prisões de Temer e Lula são diferentes. “O Lula foi condenado em 1ª e 2ª instância, o Temer não foi nem julgado”, disse, lembrando que o ex-presidente foi detido nesta quinta-feira (21) em regime de prisão preventiva.

Para Rubens Nunes, que ficou famoso no cenário nacional por apresentar o pedido à Justiça que suspendeu os benefícios de ex-presidentes para Lula, o prisão de Michel Temer pode influenciar até na aprovação da Reforma da Previdência pelo Congresso. “A consequência dessa decisão transcende a Lava Jato”, dissse. “Existe um risco de mercado, existe um risco da Reforma da Previdência, que está difícil de passar, não sair”, comentou, explicando que a detenção de Temer pode fazer com que o MBD e o PSDB se voltem contra o governo.

Arthur do Val, Guga Noblat e Rubens Nunes concordam que a prisão foi um ato precipitado do juiz Marcelo Bretas. “Ficou clara a diferença de capacidade entre o Moro e o Bretas”, afirmou Mamaefalei. “O juiz Bretas não goza da mesma inteligência do Sérgio Moro”, concordou Nunes.