"Me chamavam de a louca dos móveis", diz Sylvia Design

  • Por Jovem Pan
  • 04/09/2014 14h00
Juliana Blume / Jovem Pan

Josefa Adecilda Silva de Araújo, conhecida apenas como Sylvia Design, compartilhou com os ouvintes do Programa Pânico, desta quinta-feira (05), um pouco da sua história e como conseguiu sair do interior do Ceará e ter se tornado uma mulher de negócios.

O nome artístico foi adotado quando ela se mudou para São Paulo, mas desde criança sempre quis ser chamada de Silvia. “Quando eu cheguei em São Paulo, no meu primeiro emprego, eu pedi para colocar Sylvia com ‘y’”, revelou. “Me chamavam de a louca dos móveis”, diz Sylvia Design

Para ela, o segredo para o sucesso é muito simples: nunca deixar de sonhar. “Sonhar grande ou pequeno dá no igual”, e continuou: “Sempre sonhei grande, mas não sonhava com tudo isso”. Atualmente, ela é dona de cinco lojas de móveis em São Paulo.

“Montei minha loja de móveis com apenas R$ 8 mil. A Sylvia Design tem 13 anos”, disse. Para ser um bom vendedor, ela diz que é bem simples: “Não pode ter vergonha de pesquisar um cliente. Quando o cliente chega na loja, tem que dar atenção”, e complementa: “O cliente na Sylvia Design é patrão, mesmo que seja para dizer um ‘não’”.

A empresária ficou conhecida por suas propagandas na televisão e já chegou a se vestir de mulher-gato para atrair clientes. “As crianças chegavam e falavam que queriam ir à loja da mulher-gato”. A iniciativa deu tão certo que em um final de semana, ela conseguiu abrir mais uma loja. “A mulher-gato com aquela capa, eu dava cada rasgada com ela. Arrebentou!”, lembrou.

Sobre os preconceitos que enfrenta, ela diz que não se importa com isso. “Eu não dou bola para essa coisa de preconceito”, e revela: “Me chamavam de a louca dos móveis”. Apesar do apelido, ela acredita que tudo isso é um aprendizado. “Eu vejo isso como escola, não dou bola para essas coisas”.

Durante o programa, ela revelou que já foi convidada para integrar o time do reality show da Record, A Fazenda. “A primeira edição da Fazenda eu fui convidada, mas eu não aceitei”. A próxima temporada do programa estreia esse mês e a empresária recebeu outro convite para participar mas, novamente, recusou. “Eu não critico quem vai, mas eu não preciso disso financeiramente”, concluiu.