“Quem tem a ganhar é o trabalhador”, explica professora sobre a Reforma da Previdência

  • Por Jovem Pan
  • 28/04/2017 14h14
Johnny Drum/ Jovem Pan

Enquanto greves e manifestações acontecem pelo Brasil nesta sexta-feira (28), a professora Daniela do Lago esteve no Pânico na Rádio para explicar a necessidade da Reforma da Previdência no País – uma das pautas que motivou as movimentações.

Para Daniela, a reforma não é só extremamente importante como indispensável para melhorar as relações trabalhistas. “Com o proposto na reforma quem tem a ganhar é o trabalhador. As relações entre empregado e empregador ficarão melhores”, defendeu.

“Não está tudo indo por água abaixo. O sistema quebrou e nós precisamos dessa renovação”, afirmou ao explicar que as mudanças propostas são necessárias neste momento para as gerações futuras.

“Tem muita coisa mudando e isso é bom. A nossa CLT é atrasada”, explicou. Para Daniela, a forma com que os brasileiros devem encarar esse momento de mudança é voltando a estudar e aprofundando seus conhecimentos e técnicas.

“As pessoas precisam se qualificar”, afirmou. “Estudar no Brasil é um privilégio, mas está na hora do brasileiro estudar mais”, disse. Uma das soluções propostas por ela é o “investimento na educação de base de qualidade”.

Ao comentar sobre as manifestações e o descontentamento de grande parte dos brasileiros com as mudanças na aposentadoria e nas leis trabalhistas, a professora disse acreditar que isso se deve a uma forma errada de comunicar às pessoas.

“Está faltando na nossa política uma forma de comunicação que faça as pessoas entenderem que a reforma é importante e necessária”, defendeu.