Marco Vitale: Lula foi o chefe da quadrilha que tinha Lulinha como sócio

Autor do livro “O sócio do filho”, ele descreve em detalhes as negociatas feitas com as bênçãos do ex-presidente

  • Por Branca Nunes
  • 31/05/2019 16h51
Alex Silva/Estadão Conteúdo

Publicado no fim do ano passado, O Sócio do Filho relata em detalhes inúmeros negócios escusos feitos pelo empresário Jonas Suassuna, em parceria com os irmãos Kalil e Fernando Bittar, dono oficial do sítio de Lula em Atibaia, e Fábio Luis Lula da Silva, o Lulinha, filho do ex-presidente. Escrito por Marco Vitale, o livro conta o que o jornalista e fotógrafo viu e ouviu durante os sete anos em que trabalhou como diretor do Grupo Gol. Embora homônima, a empresa responsável por prestar uma série de serviços superfaturados para governos e estabelecimentos privados não tem nenhuma relação com a companhia aérea.

“Quero deixar claro que o chefe dessa quadrilha era Lula”, afirmou Vitale na entrevista ao programa Perguntar Não Ofende. “Pessoalmente não tenho nada contra o ex-presidente, mas o livro prova parte da corrupção cometida durante os governos petistas”. Amparadas em notas fiscais, e-mails e cópias de contratos – algumas reproduzidas no livro –, as denúncias mostram que Lula foi o chefe da quadrilha que tinha Lulinha como sócio.

Parte 1

Parte 2