Superado por Modric, CR7 minimiza ano sem prêmios: ‘Não estou obcecado por isso’

  • Por Jovem Pan
  • 31/12/2018 14h31
Paolo Magni/EFECristiano Ronaldo encerrou o ano de 2018 sem prêmios individuais

Cinco vezes eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa, Cristiano Ronaldo disse que não está obcecado por prêmios individuais. Ele fez a afirmação em entrevista ao jornal português Record.

“Não estou obcecado por prêmios individuais. O mais importante é ganhar títulos coletivos e ajudar o time. O resto chega de maneira natural”, explicou o atacante da Juventus, que encerrou o ano sem receber Bola de Ouro, The Best e o prêmio de melhor jogador do ano pela Uefa. Todos eles foram vencidos pelo croata Luka Modric, ex-companheiro de Real Madrid.

“Não penso toda hora em bater recordes. Trabalho antes de tudo para ajudar o time e estar no meu melhor nível”, afirmou. “O nível técnico, tático e físico de todos os times melhorou. Cada vez é mais difícil vencer, por isso devo continuar trabalhando muito para seguir no topo”, acrescentou.

Cristiano Ronaldo se transferiu ao futebol italiano no meio do ano e, menos de seis meses depois, já tem “colocado as asinhas de fora”. Após um início de temporada claudicante, o português embalou e já ocupa a artilharia da Série A, com 14 gols em 19 jogos. Em grande fase, ele soma dez balanços de rede nas últimas 13 partidas.