Corpo de surfista morto por tubarão nos EUA chega ao Espírito Santo

  • Por Jovem Pan
  • 22/09/2018 09h11
Reprodução/TwitterTestemunhas disseram que Arthur chegou a lutar contra o tubarão, mas foi carregado para o fundo do mar

O corpo do surfista Arthur Medici, de 26 anos, chegou às 17h15 desta sexta-feira, 21, no hangar do Notaer, dentro do Quartel do Comando-Geral da Polícia Militar em Vitória. O brasileiro morreu depois de ser atacado por um tubarão, enquanto surfava em Newcomb Hollow Beach, em Revere, no Estado americano de Massachusetts, no sábado, 15.

O traslado da vítima parou no Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro. Um helicóptero fez o transporte para o Espírito Santo. O carro da funerária responsável pela preparação do corpo do jovem já aguardava a liberação no local. A imprensa pôde acompanhar a cena de longe.

Nenhum familiar da vítima quis conversar com os jornalistas. Medici, que iria oficializar o noivado no fim de 2018, morava no Estados Unidos havia quatro anos.

Velório

O corpo do surfista será velado na Igreja Maranata, no centro de Vila Velha, na Grande Vitória. A família proibiu a entrada da imprensa no local e chegou a contratar seguranças. O sepultamento está programado para acontecer às 10 horas deste sábado, 22, no cemitério municipal.

O acidente

Arthur Medici, de 26 anos, era natural de Vila Velha, no Espírito Santo, e morava nos Estados Unidos há quatro anos, onde trabalhava como entregador de pizza para custear sua faculdade.

De acordo com a polícia de Wellfleet, depois do ataque Arthur chegou a ser levado ao Hospital Cape Cod, mas não resistiu aos ferimentos. Testemunhas disseram que Arthur chegou a lutar contra o tubarão, mas foi carregado para o fundo do mar.

*Com informações de Estadão Conteúdo.