Grow registra queda de mais de 40% no uso de patinetes mesmo após credenciamento

  • Por Carolina Fortes
  • 11/06/2019 20h31 - Atualizado em 12/06/2019 16h32
Renato S. Cerqueira/Estadão ConteúdoEmpresa assegura que usuários não levarão multa se andarem sem o capacete

A Grow, fusão entre as empresas Grin e Yellow e maior representante do ramo de patinetes elétricos, afirmou nesta terça-feira (11) que, desde que foi publicado o decreto provisório da Prefeitura de São Paulo, registrou queda de mais de 40% das corridas, mesmo após ter feito o credenciamento junto ao órgão na última quarta (5).

O diretor de Relações Públicas da empresa, Ricardo Kauffman, suspeita que as pessoas tenham voltado a usar os carros particulares, já que não se notou um aumento expressivo no aluguel de bicicletas, por exemplo. “O uso do patinete é dez vezes maior no perímetro de um quilômetro próximo a terminais de ônibus, trens e metrô em comparação as demais áreas, e a gente teme que essas pessoas que pararam de usar o patinete para concluir esse percurso tenham voltado a voltar o transporte individual”, disse.

O receio do diretor é que os usuários estejam com medo de voltar a usar o modal e receber multas devido à falta do capacete, o que era determinado pelo decreto. No entanto, Kauffman lembrou que o Tribunal de Justiça de São Paulo acatou, no final de abril, o recurso da própria empresa e suspendeu a obrigatoriedade do uso de capacetes.

“Acho que esse recuo ocorreu porque a população ficou um pouco confusa, mas desde que voltamos a operar na semana passada as pessoas já podem usar os patinetes sem os capacetes”, afirmou. “Sem ele, é possível andar com segurança pela cidade, desde que respeitadas as regras de segurança”, completou o diretor.

Ele reforçou ainda as regras de segurança no uso do modal. Dentre elas, estão o respeito à velocidade máxima de 20km/h; usar o capacete ajustado adequadamente; não trafegar com mais de uma pessoa; além de não circular com o veículo pelas calçadas e, na ausência de ciclovia ou ciclofaixa, usar as vias locais que têm velocidade para carros de até 40 km/h.