Com golaço de Marinho, Santos vence Botafogo e iguala Palmeiras na liderança do Brasileiro

  • Por Jovem Pan
  • 21/07/2019 13h06
Celso Pupo/Estadão ConteúdoMarinho foi o autor do gol que deu a vitória ao Santos sobre o Botafogo no Rio de Janeiro

O Campeonato Brasileiro agora tem dois líderes. Na manhã deste domingo, o Santos contou com um golaço de Marinho para vencer o Botafogo por 1 a 0, no Estádio Nilton Santos, e igualar o Palmeiras na ponta da tabela.

Agora, Verdão e Peixe têm 26 pontos. O time comandado por Luiz Felipe Scolari, no entanto, segue na primeira colocação por causa do saldo de gols (14 contra 7). O Botafogo, por sua vez, estacionou nos 16 pontos e está na sétima posição.

A vitória confirma a arrancada do Santos após a parada para a Copa América. Com apenas o Campeonato Brasileiro para jogar até o fim do ano, o time alvinegro venceu os dois jogos que fez depois do torneio continental (superou Bahia e Botafogo fora de casa). O Palmeiras, por sua vez, não venceu na liga nacional desde a retomada  empatou com o São Paulo e perdeu para o Ceará longe de seus domínios.

O jogo

Em campo, o que se viu no primeiro tempo foi um duelo corrido, com algumas entradas violentas e carente de lances criativos, especialmente por parte do Botafogo, que, apesar de finalizar mais no primeiro tempo seis vezes, contra quatro do rival levou perigo apenas uma vez ao gol de Everson por meio de um arremate forte de Alex Santana de fora da área que o goleiro santista defendeu com a ponta dos dedos.

Sólido defensivamente, o Santos pressionou mais o adversário, mas falhou no momento de finalizar. O time de Sampaoli trocou vários passes, como é característico, mas fazia as escolhas erradas perto do gol e não conseguia ser efetivo. Nas melhores oportunidades, Uribe parou em Gatito Fernandez e Soteldo concluiu travado.

A etapa final começou com a expulsão de Lucas Veríssimo. O zagueiro derrubou Gilson com uma entrada violenta e recebeu o segundo amarelo, indicando que o time paulista teria dificuldade na partida. Não teve, já que o Botafogo não soube aproveitar a superioridade numérica e, para piorar, também perdeu Gilson aos 25 minutos. Ele recebeu o segundo amarelo por falta dura em Marinho.

Com dez de cada lado, o Santos passou a comandar as ações e chegou ao seu gol com Marinho. O atacante limpou para a perna esquerda e acertou um chutaço no ângulo esquerdo de Gatito. O santista brincou e classificou o gol como um “mini míssil aleatório”, em entrevista após a partida.

Em vantagem e com o rival desarrumado e perdido em campo, o time visitante construiu várias oportunidades para transformar o placar em goleada no final do jogo, mas desperdiçou todas com Soteldo, Sánchez, Felipe Jonathan e Marinho, este na pequena área. Não fez falta, já que a equipe mandante estava entregue e a vitória foi assegurada.

* Com informações do Estadão Conteúdo