Jornalista Ricardo Boechat morre em acidente de helicóptero em SP

  • Por Jovem Pan
  • 11/02/2019 13h44
ReproduçãoÂncora da Band tinha 66 anos

O jornalista Ricardo Boechat foi uma das vítimas fatais do helicóptero que caiu no Rodoanel, em São Paulo, no início da tarde desta segunda-feira (11). Ele tinha 66 anos e atuava como âncora de telejornais na Band e na rádio BandNews FM.

De acordo com informações do Capitão Augusto Paiva da Polícia Militar, a aeronave tentou fazer um pouso de emergência no acesso que sai do Rodoanel para a Anhanguera e foi atingida por um caminhão que saía do pedágio.

O motorista do veículo teve apenas escoriações leves e, após receber atendimento, foi encaminhado ao distrito policial para prestar depoimento. Ainda segundo o PM, o helicóptero estava registrado em nome de uma empresa de táxi aéreo cujo dono era o próprio piloto, Ronaldo Quattrucci, que também morreu.

Sobre o helicóptero

O helicóptero estava em situação regular, informou também a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). “Segundo dados do Registro Aeronáutico Brasileiro (RAB), o helicóptero acidentado estava com o Certificado de Aeronavegabilidade válido até maio de 2023 e a Inspeção Anual de Manutenção em dia até maio de 2019”, informou, em nota.

O modelo PT-HPG era monomotor, com capacidade máxima de quatro passageiros, além da tribulação. A aeronave, de propriedade da RQ Serviços Aéreos Especializados, foi construída pela empresa Bell Helicopter.

Ricardo Boechat

Nascido em 13 de julho de 1952, em Buenos Aires, na Argentina, Ricardo Eugênio Boechat iniciou sua carreira na década de 1970 e trabalhou em jornais como Diário de Notícias, onde começou, O Globo, Jornal do Brasil, O Estado de S. Paulo e O Dia. Na década de 1990, teve uma coluna diária no Bom Dia Brasil, na TV Globo, e também trabalhou no Jornal da Globo. O jornalista também já atuou no SBT e como colunista da revista Istoé.

Três vezes ganhador do prêmio Esso, Boechat foi recordista de vitórias no Prêmio Comunique-se, com dezessete troféus. Ele foi o único a ganhar em três categorias diferentes: Âncora de Rádio, Colunista de Notícia e Âncora de TV. Em 1998, lançou o livro Copacabana Palace – Um hotel e sua história, pela editora DBA.